25 junho 2009

Sei


Posso não saber quantos dias tem a Terra, nem quantas galáxias tem o Universo. Posso não saber quantas estrelas há no céu, nem quantas ondas tem o mar. Posso não conhecer a que velocidade sopra o vento, nem quantos grãos de areia cabem numa mão. Posso não saber quantos peixes há no fundo do Oceano, nem quantos animais habitam sobre a Terra, nem quantas flores existem no maior jardim do mundo. Posso até nem saber contar quantos sons solta um piano, ou quantas notas saem das cordas de uma guitarra.
Mas sei quantas cores tem um sonho. Sei a que sabem os segredos. Sei como se fala sem usar a voz, conheço o poder de uma canção. Sei o que move o pensamento, e quantos desejos cabem numa mão fechada. Conheço o preço de um sorriso, o valor da emoção. Sei quantos mundos cabem no mundo da imaginação. Sei como reflecte o sol no mar ao entardecer, e como passa um raio de luz rasgando uma nuvem. Sei que o luar ilumina as noites escuras, e que os pássaros cantam ao nascer do dia. Sei escutar uma canção ou o sopro do vento. Sei a que sabe a chuva e a que cheira a Primavera. Sei ao que sabe um abraço quente.
Sei... Apenas sei que sei.

7 comentários:

  1. Já tinha saudades de um texto destes teus...


    às vezes duvido se sei mesmo... que sei..!

    Beijinho grande***
    com um abraço quente e salgado!

    ResponderEliminar
  2. Na minha opinião, sabes o que é realmente essencial.

    ResponderEliminar
  3. Transmitiste tantas sensações boas! :)

    ResponderEliminar
  4. Que texto tão poético, tão bonito... simplesmente sei a que sabem as emoções dos teus textos... sabem a mel a alegria e a chocolate. :)

    :*

    ResponderEliminar
  5. bonito, o texto...
    dava uma boa letra para uma canção...
    bj

    ResponderEliminar

Vá, diz qualquer coisinha!
Eu gosto de comentários!
:)